Subscribe:

segunda-feira, 18 de maio de 2015

HARMONIZAÇÃO DOS CHAKRAS: O Caminho da Kundalini


Os chakras ou centros de energia no nosso corpo são os locais onde se geram e conectam as energias dos corpos sutis com o corpo físico.

Distúrbios das emoções, traumas energéticos, emocionais e ou físicos podem lesar estes centros gerando problemas de saúde. Por exemplo, traumas físicos em regiões do corpo correspondente à determinado chakras pode causar dificuldade na circulação de energia e conseqüentes problemas correlacionados.

As glândulas endócrinas no corpo humano têm correlações diretas com os chakras e com os sentimentos ou emoções. Citando rapidamente problemas relativos ao primeiro chakras ou chakra da base, que estão correlacionados com sentimentos de medo, insegurança, ancoramento no corpo. O primeiro chakra funciona como uma bomba propulsora favorecendo a circulação da energia criadora (shakti) gerada nos órgãos criadores para os centros superiores e para todos estes problemas neste chakra podem levar, por exemplo, à inflamações, infecções ou outras, na região cossigea, do osso sacro e região anal. Para evitar estagnações nestas áreas é sempre bom praticar o exercício de yoga chamado mulabandha que é um exercício de contrações e relaxamentos suave da musculatura anal. Este exercício pode ser associado com outro similar de contração e relaxamento suave de toda a musculatura pélvica e genital permitindo o de leite que é gerado nesta área fluir para todo o corpo.

No segundo chakra temos a energia sexual e criadora sendo gerada, problemas na circulação energética nesta área também reflete nos órgãos genitais e reprodutores, é importante observar que todos centros de energia estão interrelacionados e muitas vezes o fato de os órgãos do segundo chakra por exemplo ter algum problema pode estar relacionado à problemas de sentimentos da pessoa com relação à própria sexualidade. Muitas vezes jogamos para esta área nossos desamores, mágoas, bloqueios, culpas, criticas, preconceitos, etc., sentimentos que muitas vezes produzem doenças. Já tive oportunidade de observar em uma paciente que tinha um tumor no ovário, a tremenda mudança que ocorreu com um ano de tratamento com a simples recomendação de sentir e olhar com amor e carinho para esta parte do corpo, em um ano o tumor desapareceu.

No terceiro chakra, temos o centro umbilical onde toda a energia do corpo se centra, onde nos ligamos concretamente com o corpo físico através do "cordão de prata". O terceiro chakra está relacionado com Ganesha, com a força física, com a abertura de nossos caminhos, tanto internos como externos. Na literatura chinesa e indiana observamos que existem grandes correlações e 1igações entre os dois primeiros chakra e os dois seguintes que são o umbilical e o plexo solar um pouco acima do umbigo. Estes centros de energia- abdominais estão relacionados com profundas energias vitais e na medicina chinesa antiga se ensina concentrar atenção sempre no umbigo, quando sentimos o coração pulsar no umbigo a energia vital ou chi ou shakti é liberada e pode-se sentir o calor agradável dela circulando por todo o corpo; nos trabalhos de yoga e do Tao In (que é o trabalho interior), aprendemos a administrar e controlar a circulação energética permitindo seu fluxo gerando bem estar, saúde, deleite, prazer, longevidade, etc. Neste terceiro plexo está a nossa relação com o universo, com o mundo, com as pessoas, problemas nestes relacionamentos se refletem a nível dos órgãos internos nesta área do corpo. Diz-se que este plexo está fechado quando olhamos para o céu estrelado à noite e não conseguimos sentir que o universo nos pertence ou seja nos sentimos isolados neste caso há um bloqueio ou sentimento de separatividade de você com o mundo e as pessoas, mágoas, culpas, ódios, invejas, ciúmes bloqueiam a circulação deste chakra também.

Na medicina chinesa sabemos que os órgãos geram sentimentos ou emoções, as emoções são definidas como sentimentos contidos. Por exemplo, o fígado está relacionado com o ciúme, ódio, raiva, inveja, frustração. O fígado é o órgão chave da energia da mulher, é o canal energético do fígado que passa pelos órgãos sexuais e geradores da mulher, isto nos permite entender porque estes sentimentos predominam e afloram mais nas mulheres que nos homens, e é mais comum a mulher ter problemas do fígado e vesícula, principalmente na idade em que a energia sexual criadora está mais intensa entre 20 e 40 anos de idade. No homem a energia do aparelho genital e reprodutor é toda controlada pelo rim, os sentimentos gerados energéticamente nos rins são os diversos tipos de medo, o pânico, o autoritarismo, etc. É difícil dizer quem surgiu primeiro se o ovo ou a galinha, ou seja, se é o sentimento que gera o desequilíbrio físico, ou é o desequilíbrio físico, nutricional, ambiental que desequilibra os sentimentos. O que se tem observado é que a vida é uma mistura de tudo e mesmo o ayurveda ou outros tratados de medicina natural entendem que os alimentos formam os sentimentos, então temos os alimentos satvicos, rajasicos e tamasicos, etc., isto também é ensinado pelos grandes mestres da Índia como Sri Satya Sai Baba.

Sentimentos como a preocupação desgastam a energia do baço pâncreas, relacionado com a digestão, formação de gases. A autocrítica e a dúvida adoece a vesícula. A ansiedade assim como a alegria excessiva lesa o coração e a tristeza consome a energia do pulmão. Todos os sentimentos são normais quando passageiros o que os torna patológicos, lesivos ao organismo são os sentimentos contidos que se transformam nas chamadas "emoções" em medicina chinesa.

Neste contexto foi dado a importância do terceiro chakra que considera a atividade de todos os órgãos abdominais.

No quarto chakra, o cardíaco, fundamental para a saúde, para a vida, para a espiritualidade. O terceiro e o quarto chakra são muito trabalhados no bhakti yoga ou yoga devocional, cultivar sentimentos de reverência e devoção à Deus, ao sagrado, ao mestre ou Guru, traz resultados maravilhosos para a saúde do corpo e da alma. Os distúrbios no chakra cardíaco podem levar a problemas físicos no coração, por exemplo, a ansiedade, as preocupações, o estresse e sentimentos guardados geram contrações (espasmos) no sistema circulatório, cansaço excessivo também indiretamente causa problemas cardíacos porque desgasta a energia dos rins e é o rim que manda a energia para cima, se ele está desgastado pelos diferentes tipos de cansaço a energia não sobe gerando problemas cardíacos. Existem 3 tipos básicos de cansaço, o cansaço físico (esforços físicos), cansaço mental e o cansaço sexual. Se diz em medicina chinesa que a energia da vida ou essência se perde com o semem e com o sangue e este tipo de perda da vida não pode ser reposta, daí o evitar desperdícios pode trazer benefícios adicionais na qualidade quanto na quantidade da vida. O chakra cardíaco esta localizada na região da glândula timo e esta relacionada com a formação da imunidade.

O chakra laríngeo é harmoniosamente ativado com o cultivo regular dos cânticos devocionais, quando estes são cantados de coração cheio, plenamente, com a alma. Problemas neste chakra podem se somatizar com problemas na tireóide, mágoas guardadas, coisas que não engolimos e nem colocamos para fora ou seja, que ficam entaladas na garganta, novamente desamores.


O chakra frontal, relacionado com o intelecto e a mente, pensamentos, geralmente muito ativo nos intelectuais ocidentais, mas nem sempre bem equilibrados pela harmonia do amor no coração. Ainda temos muito que aprender com a sabedoria oriental sobre os potenciais latentes em nosso interior. Por ex., o chakra coronário, relacionado com a glândula pineal. É muito comum encontramos raio-x de cabeça de pessoas idosas com a pineal calcificada, a medicina ocidental não tem explicação para isto. Será que não estaria relacionado com a falta de uso; ficamos a pensar também se o cultivo de intuição, meditação e devoção seriam necessárias para ativar esta glândula?

Ravindra, muito obrigada pela oportunidade de colaborações para o seu trabalho, espero que estes escritos sejam proveitosos.

Shanti!

Colaboração: Dra. Eneida Sampieri
CRM : 45094
Especialização : Medicina Chinesa, Acupuntura e Medicina Natural

Ref: http://www.verdor.org/projeciologia/kundalini.html

0 comentários:

Inscreva-se por email