Subscribe:

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Benefícios do Maracujá






O maracujá é uma delícia! Essa fruta, que é “a cara do verão”, é uma mais produzidas no Brasil, e é repleta de benefícios. Além de ser um calmante natural, a polpa da fruta é rica em vitaminas do complexo B e C, responsáveis entre outras coisas pela manutenção de nossa saúde mental e emocional.

E não é só a polpa que merece atenção. Um estudo realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro mostra que a casca do maracujá evita os picos de insulina (especialmente perigosos para os diabéticos), combate o mau colesterol e ainda ajuda a emagrecer. Nas sementes, por sua vez, pode ser encontrado um óleo com boa quantidade de ácidos graxos, muito apropriado para uso na cozinha e até em cosméticos, graças à ação emoliente e antioxidante. E as folhas do maracujazeiro também oferecem benefícios semelhantes. Nelas fica a maior parte dos ativos por trás da conhecida ação tranquilizante.

Benefícios do Maracujá
Fonte abundante das vitaminas A, C e outras do complexo B
Apresenta boa quantia de sais minerais, entre eles o cálcio, ferro, fósforo e sódio
É um ótimo calmante natural para o organismo humano
A casca é bastante rica em fibras que ajudam na digestão, emagrecem e ainda previnem e controlam a diabete
Nas sementes é possível encontrar um potente vermífugo (fazendo um suco de maracujá, as propriedades das sementes são automaticamente passadas para o líquido)
É um poderoso antioxidante que age contra o envelhecimento precoce dos órgãos e melhora o funcionamento do organismo
O maracujá é apenas contraindicado em casos de pressão baixa: pela ação sedativa do maracujá, a pressão pode cair ainda mais.

O maracujá pode ajudar no emagrecimento?
O maracujá não é muito conhecido pelos seus poderes emagrecedores, mas isso não quer dizer que eles não existam. A substância responsável é a pectina, que no estômago se transforma numa espécie de gel não digerível e provoca sensação de saciedade, fazendo a pessoa comer menos.

A pectina é facilmente encontrada em alta concentração na casca do maracujá. Essa substância carrega as gorduras e a glicose presente nos alimentos, eliminando-as pelas fezes. Quanto à glicose, a pectina consegue reduzir a velocidade com que o açúcar entra na corrente sanguínea, e quanto mais lento for esse processo, a fome irá demorar um pouco mais para aparecer.

A farinha dessa fruta é também muito eficiente na eliminação das toxinas acumuladas no organismo: estas prejudicam o funcionamento dos órgãos, desequilibrando o metabolismo — algo que dificulta mais ainda o processo de emagrecimento. Para facilitar essa ação “emagrecedora”, é importante beber no mínimo dois litros de água por dia, pois a farinha é riquíssima em fibras que pedem hidratação constante.



Fonte: https://belezaesaude.com/maracuja/

0 comentários:

Inscreva-se por email