Subscribe:

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Plasma o Quarto Estado da Matéria – A matéria do universo.




O plasma ou quarto estado da matéria é a forma de matéria mais abundante no universo, mas uma boa parte das pessoas jamais ouviu falar ou sabe o que ele é! Desde cedo na escola, aprendemos que a matéria possui três estados básicos sendo eles sólido, líquido e gasoso, tais estados variam conforme a densidade da substância, distância entre as partículas e agitação das moléculas, porém na verdade a matéria possui 5 estados principais sendo eles: Condensado de Bose-Einstein → Sólido → Líquido → Gasoso → Plasma Além de outros 2 que possuem menor relevância, o Superfluido de Polaritons e o Condensado Fermiônico.


Como o plasma é formado?


Seguindo a sequência: Ao aquecermos a matéria em estado sólido em determinada temperatura ela sofrerá a fusão e passará para o estado líquido, continuando a aquecer a matéria ela entrará em ebulição assumindo seu estado gasoso, se continuarmos à aquecer essa matéria passará a ocorrer a ionização de suas partículas que dão origem ao plasma.

Seguindo a sequência:

Ao aquecermos a matéria em estado sólido em determinada temperatura ela sofrerá a fusão e passará para o estado líquido, continuando a aquecer a matéria ela entrará em ebulição assumindo seu estado gasoso, se continuarmos à aquecer essa matéria passará a ocorrer a ionização de suas partículas que dão origem ao plasma.


Plasma – O Quarto Estado Matéria

Características do Plasma Devido ao fato de possuir partículas ionizadas, o plasma é um excelente condutor elétrico, e extremamente sensível a campos magnéticos, alterando sua forma sobre influência deles, e assim como os gases não possuem forma e volumes definidos, quando contidos em algum recipiente. É necessário que as temperaturas elevadas para sustentar a matéria no estado do plasma.

Plasma a nossa volta


  • Galáxias e nebulosas que contém gás e poeira cósmica interestelar, em estado eletrificado, ou ionizado; 
  • O vento solar ou fluido ionizado, constantemente ejetado pelo sol; 
  • Plasmas gerados e confinados pelos Cinturões de Radiação de Van Allen, nas imediações do planeta Terra; 
  • A ionosfera terrestre, que possibilita as comunicações via rádio; 
  • As auroras Austral e Boreal, que são plasmas naturais e ocorrem nas altas latitudes da Terra, resultantes da luminescência visível resultante da excitação de átomos e moléculas da atmosfera, quando bombardeados por partículas carregadas expelidas do Sol e defletidas pelo campo geomagnético; 
  • As lâmpadas fluorescentes; As descargas atmosféricas (raios), que não passam de descargas elétricas de alta corrente (dezenas a centenas de quiloamperes) que ocorrem na atmosfera com uma extensão usual de alguns quilômetros.


Leia mais em: http://ciencia.me/dnBfy

0 comentários:

Inscreva-se por email