Subscribe:

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Benefícios do mel



mel (plural: meles ou méis) (pronúncia br:/mɛw/ pronúncia pt:/mɛl/) é um alimento, geralmente encontrado em estado líquido viscoso e açucarado, que é produzido pelas abelhas a partir do néctar recolhido de flores e processado pelas enzimasdigestivas desses insetos, sendo armazenado em favos em suas colmeias para servir-lhes de alimento. 
O mel sempre foi utilizado como alimento pelo homem, obtido inicialmente de forma extrativa e, muitas vezes, de maneira danosa às colmeias. Com o passar dos séculos, o homem aprendeu a capturar enxames e instalá-los em "colmeias artificiais". Por meio do desenvolvimento e aprimoramento das técnicas de manejo, conseguiu aumentar a produção de mel e extraí-lo sem danificar a colmeia. Com a "domesticação" das abelhas para a produção de mel, temos então o início da apicultura. Atualmente, além do mel, podemos obter diversos produtos como o pólen apícola, a geleia real, a apitoxina e a cera. Além da produção e comercialização de rainhas e em alguns casos de enxames e crias.
O mel é o único produto doce que contém proteínas e diversos sais minerais e vitaminas essenciais à nossa saúde. Além do alto valor energético, possui conhecidas propriedades medicinais, sendo um alimento de reconhecida ação antibacteriana.
Juntamente com o mel, as abelhas produzem outros produtos importantes, como a cera, a geleia real e o própolis.
A formação do mel está intimamente relacionada ao processo de polinização das flores através da atração aromática exercida por elas, dentre os insetos atraídos pelas flores temos as abelhas, sendo estas geralmente atraídas por flores de aromas agradáveis ao ser humano. A capacidade olfativa das abelhas se devem a inúmeras estruturas localizadas em seu par de antenas, que também possuem estruturas para tato e audição.
As abelhas sugam o néctar da flor, depositando-o no papo ou vesícula nectífera, onde enzimas irão decompor o açúcar do néctar em dois açúcares mais simples, a frutose e a glicose, durante o transporte diversas secreções são acrescentadas ao néctar, sendo adicionadas enzimas como a invertase, diastase, glicose oxidasecatalase e fosfatase. Ao retornar a colmeia, a abelha deposita o néctar em favosonde este perderá grande parte de sua água e se transformando em mel




Abelhas trabalhando nos favos
É importante salientar que, a despeito de o mel utilizado atualmente em maior escala na alimentação humana provir da produção das abelhas melíferas, notadamente do gênero Apis, cerca de 20 mil insetos também o produzem em menor quantidade e não são explorados economicamente
Variedades de mel
Existem dezenas de variedades de mel de abelhas e marimbondos que podemos obter segundo a floração, os terrenos de obtenção, as técnicas de preparação, além da espécie de abelha melífera. Dessa forma variam em cor, aroma e sabor. Diferenciam-se, assim, na cor, indo do branco incolor, amarelo ao castanho principalmente.
A sua cor e sabor estão diretamente relacionadas com a predominância da florada utilizada para a sua produção. Os méis de coloração clara apresentam sabor e aroma mais suaves, como, por exemplo, os produzidos em pomares de laranjeiras, que têm alta cotação no mercado. No entanto, os méis de coloração escura são mais nutritivos, ricos em proteínas e sais minerais[4].
O mel além de muito saboroso é um alimento, muito versátil que pode ser usado para fortalecer o sistema imune, melhorar a capacidade digestiva e até aliviar a prisão de ventre. Além disso o mel o considerado anti-séptico, antioxidante, anti-reumático, diurético, digestivo, expectorante e calmante.
Além disso, o mel é o único alimento naturalmente doce que contém proteínas e sais minerais, como potássio e magnésio, que são importantes para a saúde. No entanto, o mel não é aconselhado para crianças pequenas, entre 1 e 3 anos de idade, devido à possibilidade do intestino, ainda imaturo, não impedir a entrada de pequenos micro-organismos, presentes no mel, que podem contaminar as crianças.

Outra característica marcante em alguns méis é a consistência líquida ou endurecida que poderá apresentar quando armazenado em recipiente, sendo de igual qualidade sob esse aspecto.
No que diz respeito ao néctar, pode provir de uma única flor (mel monofloral) ou de várias (mel plurifloral)A obtenção de méis monoflorais depende das caracteríticas edafo-climáticas da região, bem como das variações de temperatura e pluviosidade, dentre outros fatores, além da adoção de técnicas pelo apicultor. A presença de outro néctar em pequena quantidade não influi apreciavelmente no seu aroma, cor e sabor.
O mel engorda porque é doce e tem quase as mesmas calorias do açúcar branco. Uma colher de sopa de açúcar tem cerca de 60 calorias e a mesma medida de mel apresenta 55 calorias, por isso, se for consumido em grandes quantidades o mel engorda e não deve ser consumido por diabéticos. Conheça também o xarope de agave, um tipo de mel natural que engorda menos que o açúcar.

Informação nutricional do mel


100 g de mel
1 colher de chá de mel (6g)
Calorias (kcal)
312
18
Proteína
0,5
0,03
Carboidratos
78
4,68
Gordura
0
0
Sódio
12
0,72
Potássio
51
3,06
Fósforo
19
1,14
Água
17,2
1,03
Ferro
0,7
0,042
Magnésio
6
0,36
Frutose
38,2
2,29
Glicose
31,28
1,87
Maltose
7,31
0,43
Sacarose
1,31
0,07

Benefícios do mel para pele


Os benefícios do mel para a pele são tornar a pele mais macia, uniforme e sem manchas. Para ter esses benefícios é importante passar o mel cristalizado duas vezes por semana na pele, massagear bem e deixar por 10 minutos, para depois lavar com água morna. Veja também os benefícios do abacate para a pele e para  os cabelos.

Benefícios do mel para a saúde


Os benefícios do mel para a saúde envolve especialmente melhorar resistência do organismo á gripes e resfriados, por exemplo, porque o mel combate os micróbios e é anti-séptico. Assim, o mel é indicado para:
·         Prisão de ventre - pois ajuda o intestino a se movimentar
·         Má-digestão e úlceras gástricas - porque tem enzimas que facilitam a digestão
·         Bronquite, asma e dor de garganta - pelas suas características antibióticas e anti-sépticas​
O mel quando associado a outros ingredientes também é bom para:

·         Mel com própolis: alívio dos sintomas de faringite, amigdalite, gripe e resfriado. O própolis é utilizado pelos humanos como antibacteriano, antifúngico, antiviral, estimulador do sistema imunitário, cicatrizante e regenerador de tecidos.
·         Mel com canela: auxilia na digestão combatendo a má-digestão, que pode ocorrer após uma refeição rica em gorduras. Assim, após uma refeição exagerada, pode-se fazer um chá e adicionar um colher de chá de mel com canela para facilitar a digestão.
·         Mel com limão: previne o aparecimento de gripes e resfriados pois o limão tem vitamina C que fortalece o sistema imunológico.
Os benefícios do mel para o cabelo não estão comprovados porém as pessoas o usam geralmente para hidratar e dar brilho ao cabelo utilizando o mel diretamente no cabelo.

Contraindicações do mel


O mel é um alimento contra-indicado em algumas situações como:
·         Crianças menores de 1 ano de idade: Até primeiro ano de idade como o sistema digestivo da criança pode não estar completamente desenvolvido e maduro não se defendendo assim de forma eficiente de corpos estranhos. Existe até o primeiro ano de vida e a possibilidade de intoxicações graves com uma bactéria encontrada comumente no mel chamada Clostridium boltulino.
·         Diabéticos: Os diabéticos devem evitar o mel, pois possui muito açúcar simples que eleva rapidamente a glicemia do sangue. O açúcar do mel é um dos tipos de carboidrato que o diabético deve evitar.
·         Alérgicos: Pessoas sensíveis com tendência a alergias podem desenvolver reações alérgicas manifestando mal estar gástrico e até dor de estômago, devido aos grãos de pólen presentes no mel.
Apesar destas contra-indicações ao uso do mel, e graças ao seu potencial terapêutico, o mel deve estar nas prateleiras dos alimentos e não no armário dos medicamentos e consumido com frequência desde que não exista contra-indicação. Veja mais em Quando o mel não deve ser utilizado.

Ref: https://www.tuasaude.com/beneficios-do-mel/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mel


0 comentários:

Inscreva-se por email