Subscribe:

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Bioenergias Conscienciais







O que são as Bioenergias?
Bioenergias, como o próprio nome indica, são todas as formas de energias da vida. Energia de plantas, animais e todos os seres vivos. Os seres humanos, além das bioenergias vitais, produzem pensamentos e emoções que qualificam a bioenergia comum transformando-a em ENERGIA CONSCIENCIAL. Nós produzimos informações bioenergéticas quando pensamos e sentimos.

Ela está presente em todos os lugares do Universo?
Tudo indica que sim. A Terra, por exemplo, é uma grande reservatório bioenergético. Todas as formas de vida e a própria massa do planeta, contribuem para a diversidade energética.

De onde podemos absorver bioenergias?
Somos sistemas semi-abertos. Recebemos e trocamos energias com o meio onde vivemos. As fontes mais conhecidas de bioenergias são os alimentos sólidos e líquidos, as plantas, o sol, o mar e principalmente o ar que respiramos. Essa espécie de ENERGIA IMANENTE que está em toda a parte de forma difusa, é uma das principais fontes de absorção para todos os seres vivos. Esta energia tem recebido diferentes nomes em diversas culturas, alguns preferem chamá-la de energia cósmica, energia primária, energia sutil, energia orgânica, enfim, são centenas de sinônimos que traduzem o mesmo conceito.

Qual a relação das bioenergias com o cansaço físico e mental, a irritabilidade, o mal estar súbito e a agressividade sem causa aparente, os desconfortos generalizados?
Processos emocionais de desequilíbrio como os aqui citados, costumam ter um alto custo bioenergético, queremos dizer, o dispêndio bioenergético com a emoção é muito alto. Não raro, uma pessoa se sente extremamente cansada após uma discussão acalorada ou quando é portadora de sentimentos negativos, como por exemplo, mágoa, ciúmes, ressentimento. As pessoas que trabalham horas a fio com o computador ou com atividades intelectuais prolongadas sem lazer, conhecem bem a "ressaca" deixada pelo vampirismo energético da tecnologia.

Nós podemos interagir voluntariamente com as bioenergias? Existem técnicas específicas para isso?
O nosso sistema bioenergético sobrevive através de mecanismos básicos de reposição. Mas existem técnicas para se trabalhar com o próprio campo bioenergético, melhorando a qualidade e até a quantidade de energia absorvida. O IIPC - Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, ensina desde a sua fundação em 1988, técnicas avançadas para o domínio bioenergético que permitem a qualquer pessoa proceder à própria análise e diagnóstico dos seus bloqueios eliminando-os progressivamente, com segurança.

O uso de artifícios, tais como: pêndulo, cristais, pirâmides e outros, têm o mesmo efeito das técnicas propostas pela Projeciologia?
Todas essas "muletas" substituem, muitas vezes, a falta de confiança que a maioria das pessoas vivencia quanto às próprias percepções bioenergéticas. É raro encontrar pessoas que depositem um grau razoável de autoconfiança na sua discriminação e domínio bioenergético. Daí, fica mais fácil transferir o esforço para o pêndulo, o cristal, etc., que continuarão a ser o atestado da nossa incompetência nesse aspecto. O mais inteligente é trabalhar com disciplina, técnica e senso crítico para suprir essa lacuna e poder dispensar o intermediário das nossas potencialidades.

Ao doar energia, corremos risco de ficar sem ela?
O que ocorre é que uma pessoa mal alimentada, com pouca massa corporal, abaixo do seu peso, com atitudes pessimistas, idéias fixas e muito medrosa, geralmente está mais predisposta a descompensar-se energeticamente. Uma pessoa lúcida quanto às necessidades básicas do seu organismo, sono, alimentação, etc., com uma postura pessoal mais positiva e algum altruísmo, pode ser um energizador de si mesmo, de ambientes e de outras pessoas, sem sofrer perdas energéticas. A maturidade do uso das bioenergias pode ajudar muito, empregando o discernimento ao invés das emoções.

A "vampirização" energética existe? Como pode ser evitada?
A maioria das pessoas desconhece os processos bioenergéticos, ignoram que são carentes e tornam-se vampiros sociais, conhecido de todos nós. Nem sempre, eles são identificados pelas vítimas que podem apresentar cansaço súbito, desânimo, sonolência, etc. É preciso buscar informação técnica correta, para sanar essa situação através do esclarecimento e não da superstição. Um bom domínio das práticas energéticas profiláticas e de autodefesa.

É perigoso usar as bioenergias?
O grande perigo é a ignorância dos processos energéticos. Com a prática todas as pessoas tem condição de avaliar as consequências do bom ou do mal uso das suas bioenergias na vida cotidiana, que passarão a ser um fator natural e indescartável melhorando a qualidade da nossa vida. O uso diário consciente das bioenergias é uma atividade prazeirosa e acaba sendo uma segunda natureza nossa.

Podemos desenvolver a projetabilidade, isto é, a capacidade projetiva através das bioenergias?
Sim. As bioenergias constituem fator desencadeante natural para a projeção da consciência. Logo, o domínio do processo bioenergético torna-se a chave da projetabilidade.

Referência: http://www.iipc.org.br/index.php/duvidas-frequentes/bioenergias

Para saber mais: http://www.consciencialucida.com.br/search/label/Energia



0 comentários:

Inscreva-se por email